ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

agosto 6, 2013

Caso ALSTOM: Andrea Matarazzo é indiciado pela Polícia Federal por corrupção, diz jornal Folha de São Paulo

Filed under: WordPress — Tags:, , , , — Humberto @ 4:23 pm

AlstomPSDB4-1

Vereador do PSDB teria recebido propina da empresa francesa Alstom, segundo inquérito enviado pela PF ao Ministério Público

O vereador Andrea Matarazzo (PSDB), ex-ministro do governo Fernando Henrique Cardoso e um dos líderes da oposição na Câmara Municipal de São Paulo, foi indiciado pela Polícia Federal por suspeita de corrupção passiva no que ficou conhecido como Caso Alstom. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a Folha, a Polícia Federal encerrou em agosto de 2012 uma investigação feita com base em documentos do Ministério Público da Suíça a respeito das negociações da empresa francesa com o governo de São Paulo entre 1995 e 2003. Segundo a PF, afirma o jornal, uma troca de mensagens de 1997 mostra executivos da Alstom discutindo o pagamento de vantagens ao PSDB, à Secretaria de Energia e ao Tribunal de Contas.

O nome de Matarazzo não aparece como destinatário dos pagamentos, diz o jornal, mas a PF entendeu que ele foi um dos beneficiados porque foi secretário em 1998, ano em que um dos contratos com a empresa francesa foi assinado. De acordo com a Folha, este inquérito está com o Ministério Público Federal, que não se pronuncia sobre o tema pois está em vigor um segredo de justiça.

CartaCapital, a Polícia Federal informou que há um segundo inquérito sobre possíveis crimes relacionados a obras ou serviços executados no metrô de São Paulo. As investigações ainda estão em andamento e também correm sob segredo de justiça.

Além de secretário estadual de Energia do governo Mario Covas (PSDB), Matarazzo presidiu a Companhia Energética de São Paulo (Cesp) entre 1995 a 1998. Depois, deixou o governo estadual para ser ministro-chefe da Secretaria de Comunicação de Governo de FHC e embaixador do Brasil na Itália.

Em nota publicada em seu site oficial nesta terça-feira, Matarazzo afirma que não discutiu nem assinou “qualquer contrato ou aditivo que tenha sido ou esteja sendo investigado”. Segundo o vereador tucano, ele nunca teve “conhecimento nem sequer houve qualquer discussão em reunião do Conselho dessas empresas [de energia] sobre o referido aditivo de contrato durante aquele período”. Ainda segundo Matarazzo, “as atas das reuniões podem comprovar” que “o contrato original é de governos anteriores”. ( CARTA CAPITAL )

1 Comentário »

  1. […] passando por Mario Covas, José Serra, Geraldo Alckmin e Fernando Henrique Cardoso, o vereador Andrea Matarazzo teve seu sigilo bancário e fiscal quebrado por determinação da Justiça; ele é suspeito de ter […]

    Pingback por Justiça quebra sigilo bancário de Andrea Matarazzo e de outros tucanos envolvidos no escândalo do #TREMSALÃO!! | ENCALHE — setembro 30, 2013 @ 6:41 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: