ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

agosto 2, 2013

Após propinagate, licitação da Linha Laranja do Metrô fica às moscas


Também com esse nome – Linha Laranja – não ficou um para entregar o envelope na licitação do Metrô paulista. O processo de concessão ocorre em meio a revelações da formação de cartel por multinacionais para elevar em 30% o preço da obra e pagar 7,5% de propina a tucanos.
HORA DO POVO

laranja

Em meio a denúncias de propina no Metrô, licitação da Linha 6 fracassa

O prazo de licitação para a construção da Linha 6 – Laranja do metrô venceu na última terça-feira (30) sem nenhuma empresa interessada.

Segundo o governador Geraldo Alckmin (PSDB), o projeto da construção que ligará a Brasilândia, na Zona Norte, à Estação São Joaquim, na região central, após de ser reavaliado terá novo prazo de licitação marcado.

Para ele, a falta de interesse se justifica pela quantidade de desapropriações necessárias para a construção da linha. As indenizações para os proprietários de 406 imóveis custariam mais de R$ 700 milhões.

Como o projeto se caracteriza como PPP ( Parceria Público Privada ) Integral, ou seja, a entrega completa do projeto à iniciativa privada, não só a construção e operação do metrô, mas também a desapropriação e todos os trâmites necessários ficariam sob responsabilidade da empresa vencedora.

O investimento previsto para a linha era de R$ 7,8 bilhões – metade disso sairá dos cofres do estado, e a outra metade da empresa que vencer a PPP.

O processo de concessão ocorre em meio às denúncias de formação de cartel por multinacionais para superfaturamento dos contratos e dos pagamentos de propinas a políticos tucanos e diretores da estatal.

As denúncias apresentadas pela revista IstoÉ revelam que o prejuízo causado aos cofres públicos paulistas pelo conluio entre políticos do PSDB e o cartel das multinacionais do setor de transporte Alstom, Bombardier, CAF, Siemens, TTrans e Mitsui foi de ao menos R$ 425 milhões.

Somente no contrato entre as múltis e governo de São Paulo para a fase 1 das obras da linha 5 – Lilás, a propina recebida por políticos tucanos e diretores do Metrô foi de R$ 46 milhões.

LEITURA COMPLEMENTAR:

PROPINODUTO TUCANO

Olha, esse esquema começou com Mário Covas, se estendeu por Geraldo Alckmin e foi coroado por José Serra. 

Configura, portanto, uma formação de quadrilha tucana com provas, documentos e depoimentos. 

Eu quero ver agora como é que o Ministério Público, o STF e seus gigantes da ética, que pretendem encarcerar José Genoíno por ter assinado empréstimos que foram pagos, vão se comportar diante de um escândalo de 425 milhões de reais.

Curioso perceber que a matéria da Folha de S.Paulo não cita o nome do PSDB!

Simplesmente, Covas, Alckmin e Serra passaram a ser tratados como governadores avulsos, como se não fossem três das mais importantes lideranças da história da PSDB. 

Aliás, o termo “tucano” só aparece, no fim do texto, para designar o falecido Mário Covas, como se a designação da sigla tivesse morrido com ele – quiça declarada, a partir de então, extinta também, como o dodô e o periquito-do-paraíso.

Aí, leio na dita reportagem:

“O governo Alckmin diz que, se confirmado o cartel, pedirá a punição dos envolvidos. Serra não foi localizado.”

Aí, Assaltam-me dúvidas:

1) Quem é “o governo Alckmin”? O governador? A primeira-dama? A Sadesp? O Palmeiras? A Opus Dei?

2) Vai pedir a punição a quem? Ao papa Francisco? A polícia e o Ministério Público precisam que esta entidade, “o governo Alckmin”, peça a punição para punir os envolvidos?

3) José Serra não foi localizado pela Folha de S.Paulo?? 

Hahahahahaha!

LEANDRO FORTES, Via FACEBOOK )

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: