ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

outubro 23, 2012

Te cuida, Assange: CIA planeja derrotar Correa nas eleições equatorianas, revelou ex-embaixador britânico

Filed under: WordPress — Tags:, , , , , , — Humberto @ 6:50 pm

CIA TERIA PLANOS PARA DERROTAR CORREA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES EQUATORIANAS
QUITO, 23 OUT (ANSA) – O presidente do Equador, Rafael Correa, comentou as afirmações do ex-embaixador do Reino Unido no Uzbequistão, Craig Murray, segundo o qual, a Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA, na sigla em inglês) “reforça planos” para derrotá-lo.
“Ex-embaixador britânico diz que a CIA reforça planos para derrotar Rafael Correa”, disse ontem o presidente equatoriano em sua conta na rede social Twitter.
Murray explicou ontem em seu blog que a CIA investe US$ 87 milhões para tratar de afetar eleitoralmente o Correa.
O ex-embaixador britânico escreveu em seu blog que “a maioria dos fundos do Pentágono, são promovidos para influenciar as eleições equatorianas, que desde os resultados (eleitorais) na Venezuela, foram triplicados”.
“Eu não tenho muito conhecimento sobre a política equatoriana e realmente não sei quais são as possibilidades e relação com Correa, não sei se os partidos da oposição são decentes ou se estão nas mãos dos norte-americanos, mas tenho certeza que os Estados Unidos espera que Correa perda e fará todo o possível para que isso aconteça”, escreveu Murray. (ANSA)

Terroristas ao serviço da OTAN

Filed under: WordPress — Tags:, , , , , , — Humberto @ 6:36 pm

O número total de vítimas da guerra civil na Síria, de acordo com dados não oficiais, atingiu 30 mil pessoas. Ao apoiar a oposição síria, os Estados Unidos, a União Europeia e a OTAN não imaginavam no que iria se transformar a democracia na Síria.
Thierry Meyssan, cientista político e proprietário da rede social de oposição Voltaire, explica a Voz da Rússia como inicialmente eram esses rebeldes:
“Quem compõe esses grupos armados? Inicialmente eram integrados por sírios. Estes homens haviam sido recrutados entre os camponeses, os mais pobres da comunidade rural. Eles se juntaram às correntes fundamentalistas do Islã. Seu líder espiritual era Sheikh Abdel Basset Sid, que estava agindo da Arábia Saudita. Ele tem sua própria rede de televisão e dava ordens diretas a seus seguidores sírios. O tema chave de seu ensino é Cristãos para Beirute! Alauítas para a cova!. Esses grupos sírios têm recebido apoio externo, sob a forma de armas e combatentes estrangeiros.”
A seguir o comentário do especialista sírio em assuntos internacionais, Mohammad Al-Batal:
“Estes são principalmente mercenários de outros países árabes, especialmente de Magrebe, ou seja, Líbia, Tunísia, Argélia, Marrocos, e assim por diante. O Iêmen é uma das principais fontes para recrutar combatentes, especialmente no sul do país, na região de Abyan, cidade Dzhaar, onde há uma grande percentagem dos terroristas da Al-Qaeda. São estes os países que enviam combatentes para a Síria.”
O Sr. Meyssan adverte que ao se falar de guerra civil na Síria, deve-se separar a luta política do conflito armado. Exigências da oposição política são fundamentalmente diferentes da retórica dos líderes das milícias. Segundo Thierry Meyssan, os rebeldes nunca tiveram objetivos democráticos.
O cientista político Mohammed al-Batal também nota o fator étnico-religioso no conflito sírio:
“Do ponto de vista religioso, o maior percentual dos rebeldes pertence aos árabes sunitas. Eles são recrutados em mesquitas por pseudo-líderes religiosos, dizendo-lhes que eles vão para o paraíso por matar infiéis. Alguns deles nem mesmo estão interessados no paraíso, eles querem ganhar dinheiro. São oferecidas a eles grandes somas, muitas vezes superiores ao salário médio de um trabalhador na maioria dos países árabes.”
Considerando a rejeição árabe dos tradicionais valores humanitários europeus, é bem possível que ao invés do secular autoritarismo da dinastia Assad, a OTAN vai acabar tendo uma espécie do Taliban na Síria. Radicais islâmicos aprenderam a usar habilmente o vácuo de ideologia e poder em regimes seculares. Veja-se, por exemplo, o Afeganistão. ( VOZ DA RÚSSIA )

Caso Assange: embaixadora do Equador critica “império” britânico

Filed under: WordPress — Tags:, , — Humberto @ 6:21 pm

Ana Alban, embaixadora do Equador em Londres, acusou o Reino Unido de se comportar como se fosse um “império” dominante no mundo.
Em entrevista à rádio BBC, Ana Alban afirmou que a ameaça feita pelo Reino Unido, em agosto, pouco antes de o Equador dar asilo a Julian Assange foi o “maior erro” cometido desde que ela se tornou embaixadora, diz o site do jornal australiano ‘Herald Sun’.
“Eles estavam a tentar mostrar a este pequeno país”, que é o Equador, “que o Reino Unido é ainda um império e que nós devemos agir com prudência durante a nossa estada aqui”, informa a AFP.
A embaixadora disse ter sido apanhada de surpresa pelo pedido de asilo de Assange e que as suas primeiras preocupações foram de ordem prática. Por exemplo: saber onde encontrar roupa de cama para o fundador da WikiLeaks, diz a AFP.
Julian Assange, de 41 anos, está refugiado desde meados de junho na embaixada do Equador, em Londres, numa tentativa de evitar a sua extradição para a Suécia, onde é procurado por crimes de violação e agressão sexual. O Equador concedeu-lhe asilo mas Londres tem a intenção de aplicar o mandato de prisão sueco. As negociações entre os dois países ainda não chegaram a nenhuma conclusão, adianta a AFP.
Assange afirma que se for enviado para a Suécia corre o risco de ser extraditado para os Estados Unidos, onde poderá apanhar a pena de morte pela publicação, no WikiLeaks, de documentos secretos norte-americanos, diz a AFP. ( DN )

Islandeses querem nacionalizar os recursos naturais, e defendem ainda que a revisão da Constituição deve ser feita pelos cidadãos

Filed under: WordPress — Tags:, — Humberto @ 5:21 pm

Depois da bancarrota, a Islândia está a tomar passos muito diferentes do resto da Europa e o referendo realizado este fim de semana pode pôr a entrada na União Europeia em causa. 235 mil eleitores tiveram que responder a seis perguntas e duas das respostas podem colidir com os critérios de adesão aos 27. Foi perguntado se concordavam com a nacionalização dos recursos naturais e com a revisão da constituição, feita por um conselho de 25 cidadãos. 81 por cento dos eleitores votaram a favor, considerando que os recursos naturais são propriedade nacional, que a exploração por privados é inconstitucional e que a revisão da magna carta pode ser feita por um conjunto de leigos escolhidos para o efeito. O referendo não é vinculativo, mas espera-se que o governo tenha em conta a vontade da maioria da população. ( TVI24 )

Banqueiros fraudulentos, parentes de vice de José Serra são presos pela PF, mas Estadão esconde notícia no Caderno de Economia!

Filed under: WordPress — Tags:, , — Humberto @ 4:24 pm

O Brasil tem mais é que comemorar…

Ex-controlador do Cruzeiro do Sul é preso pela PF no Rio
Luís Felippe Índio da Costa está preso em sua própria residência, no Rio de Janeiro, por causa de sua idade avançada
SÃO PAULO – A Polícia Federal cumpriu na manhã desta terça feira, 23, mandado de prisão domiciliar do executivo Luís Felippe Índio da Costa, ex-controlador do Banco Cruzeiro do Sul. Ele está preso em sua própria residência, no Rio de Janeiro. A Justiça autorizou esse regime de custódia para Índio da Costa por causa de sua idade avançada.
Nesta segunda feira, 22, a PF prendeu o filho do executivo, Luís Octávio, no condomínio onde ele mora, no município de Cotia, na Grande São Paulo.
Pai e filho são investigados pela PF por gestão fraudulenta, crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro. O Cruzeiro do Sul sofreu liquidação do Banco Central após a descoberta de um rombo financeiro de cerca de R$ 4,5 bilhões, que lesou centenas de clientes.
A PF também cumpriu dois mandados de busca e apreensão no Rio “relacionados a altos administradores daquele banco”.
A Justiça não determinou a prisão desses outros dois executivos, mas fixou fianças, uma no valor de R$ 1 milhão e outra de R$ 1,8 milhão. Decidiu ainda, como medida preventiva, a proibição de viajarem ao exterior, de exercerem qualquer atividade no mercado financeiro ou dispor de bens próprios ou de terceiros.
O inquérito foi instaurado em São Paulo, em junho de 2012, após o recebimento de informações do Banco Central do Brasil sobre supostas fraudes contábeis realizadas pelo Cruzeiro do Sul.
Ao longo da investigação, a Polícia Federal identificou indícios de outras condutas criminosas. A investigação aponta a possibilidade de fraude de mais de R$ 1,2 bilhão.
As medidas cautelares foram decretadas pela 2ª Vara Criminal Federal São Paulo, a pedido da PF, “em razão da capacidade dos investigados de causar prejuízo efetivo à ordem pública, da existência de suspeitas de ação atual dos envolvidos para subtração de bens da ação do Estado e do risco do desfazimento de seu patrimônio, acarretando prejuízos para a ordem econômica e ao sistema penal”.
A prisão domiciliar foi decretada com fundamento no Código de Processo Penal, que prevê essa possibilidade quando o preso tiver maior de oitenta anos – caso de Luís Felippe Índio da Costa.
A PF apura crimes contra o sistema financeiro, crimes contra o mercado de capitais e lavagem de dinheiro.
Luís Octávio e seu pai, e também os integrantes do Conselho de Administração, serão indiciados por esses crimes. Se condenados eles poderão estar sujeitos a penas de 1 a 12 anos de prisão e multa, conforme os atos que cometeram. ( ESTADÃO )

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.