ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

maio 19, 2012

Escória viva: evidente leitor de Reinaldinho e Hariovaldo reclama que revista de história ” estaria enaltecendo a visão esquerdista dos fatos” e leva invertida legal. Ficará sem poder sentar por uns dias.


Essa aqui eu pesquei na seção de cartas dos leitores da revista HISTÓRIA VIVA, edição número 104 ( acabou de chegar às bancas… ). A bem da verdade, eu achei a resposta fraquinha, polida demais. Mas, só o fato de o zé ruela não ter ficado sem resposta, já fico satisfeito:

MARIGHELLA
Sou leitor de história já há muito tempo, uns 10 anos, no mínimo. Sempre achei História Viva interessante. A revista preencheu uma lacuna importante sobre o assunto. Nos últimos 5 anos, no entanto, notei um declínio na qualidade dos textos e nas matérias publicadas. Mais do que isso, comecei a observar uma clara tendência a enaltecer a visão esquerdista dos fatos.
Entrevistas, comentários, observações, todas enfatizando a perspectiva marxista. No último número ( História Viva 102 ) houve um desrespeito à inteligência do leitor. Fazer uma matéria totalmente elogiosa sobre Carlos Marighella, sem nenhum senso crítico, é demais para qualquer pessoa com um mínimo de informação. É de se suspeitar essa tendência. A revista está entrando ou já entrou na esfera de influência petista [ grifo do blog ] que compra idéias e simpatias. Isso é péssimo para a inteligência nacional. Marighella foi um terrorista, não um santo, como tentam impor, da mesma forma que fazem com Che Guevara. Menos, por favor.
Sejam corajosos. Não se acovardem diante da agenda socialista, comunista, esquerdopata [ N do B: AHAHAHAHAHAHAHAHA! Falei, não falei? ] . Mantenham a dignidade, por favor.
PAULO MOTA

Resposta da redação:
Caro Paulo, História Viva não é, e nem nunca foi, uma publicação manipulada per interesses partidários, como você sugere em sua carta. Procuramos dar espaço em nossas páginas a todas as tendências historiográficas, e o marxismo, sem dúvida, é uma delas. Não restringimos, contudo, a linha editorial da revista a uma corrente política, e muito menos submetemos a publicação a interesses alheios à divulgação do conhecimento. Basta olhar para as cinco últimas biografias publicadas para perceber a diversidade dos perfilados: Barão do Rio Branco ( edição 103 ), Carlos Marighella ( edição 102 ), Frank Sinatra ( edição 101 ), Brutus ( edição 100 ) e Catarina, a Grande ( edição 99 ).
Dessa lista, aliás, a esmagadora maioria é de personagens identificados com o conservadorismo político: Rio Branco, Brutus e Catarina.

NOTA DO BLOG ENCALHE: A edição em questão ( 102, imagem ao lado ) também traz a primeira de uma série intitulada “Ditadores do século XX”. Esta primeira parte mostra a ascensão de Hitler, mas serão abordados outros, como Mussolini e Stálin. Este último, ao que consta, de esquerda.
O sujeito viu isso, mas tamanho ódio hidrofóbico estilo “Guerra Fria” deve ter obnubilado sua percepção. É o que eu sempre digo a esses tipos: parem de procurar comunista embaixo da cama, e olhem SOBRE A CAMA, pois ali estão os comunas, e estão fazendo coisa feia com vossas esposas…

 

About these ads

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Silver is the New Black Blog no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.502 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: