ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

abril 4, 2012

Serra e o “papelzinho”, Por Jasson de Oliveira Andrade


Em artigo, comentei que meu amigo serrista não acreditava que o Serra iria sair candidato a prefeito de São Paulo. Entretanto, ele acrescentou: “E, se decidir concorrer mesmo, vai passar a campanha toda respondendo se, caso eleito, vai ou não deixar a prefeitura em 2014 pra disputar a presidência – e aquele papelucho que assinou se comprometendo a não sair, em 2004, voltaria com tudo”. Foi isto que ocorreu.
O Estadão noticiou: “Para Serra, promessa feita em 2004 era apenas “um papelzinho” (edição de 20/3). Se a promessa já era muito criticada, essa declaração de designá-la como “um papelzinho” (ou “papelucho”, segundo o meu amigo serrista), a polêmica se tornou mais acalorada. Em 21/3, no mesmo Estadão, Dora Kramer, alertou: “Ou José Serra abraça de fato a tese de que, se eleito, não renunciará à Prefeitura e para de desqualificar a promessa anterior de não renunciar, ou alimentará no eleitor a desconfiança”. Até mesmo o governador Alckmin precisou defender Serra. O Estadão noticiou “Alckmin minimiza “papelzinho” citado por ex-governador”: “De acordo com o governador, o episódio de 2004 foi apenas “um momento” e não prejudica a imagem do pré-candidato”.
Os adversários não esquecem o “papelzinho” de 2004. Sem citar o documento e nem o nome do Serra, Haddad (PT), declarou: “Os nossos compromissos serão honrados um a um, porque compromisso público é para ser cumprido.” Já Chalita, ex-tucano e candidato do PMDB à prefeitura da Capital, foi mais direto: “Não muda nada a candidatura Serra. Até porque sempre trabalhei com a hipótese de que seria candidato. Serra faz exatamente oposto do que diz. Ele disse que não sairia da prefeitura e saiu”.
Em nossa região, a promessa de Serra também repercutiu. O jornalista Mauro de Campos Adorno Filho, o Maurinho, escreveu, em um jornal de Mogi Guaçu, em 22/3/2012, um artigo intitulado: “Serra serrou o fio de bigode”. Ele criticou: “O político José Serra, do PSDB, é um desses homens que não honra sua palavra, mesmo que ela esteja transposta ao papel por suas próprias mãos. E ainda faz escárnio na cara dos eleitores”, acrescentando: “Essa falta de honra à palavra e de até um “papelzinho assinado, não é digna de um político que se posta como pretendente ao maior cargo público do país. Deu péssimo exemplo. Não honrou o fio de bigode – deve tê-lo serrado antes”.
Não se sabe se esse “papelzinho” ou “papelucho” teve alguma influência no resultado da prévia tucana realizada em 25 de março, que resultou numa pífia votação de Serra. No entanto, que os tucanos têm uma enorme preocupação com o que poderá ocorrer em outubro, isto tem. O Painel da Folha, em 28/3, noticiou: “Após escrutinar os números das prévias, José Serra submergirá. Aliados entendem que sua superexposição precoce só interessa aos rivais. “Vão perguntar de papelzinho e inspeção veicular toda hora, diz um serrista”. Sempre a pergunta indigesta!
Serra declarou que “o sonho da Presidência está adormecido”. Ao Estadão ele disse: “A decisão (de participar da eleição municipal) implica não ser candidato em 2014. Pelo menos até 2016, o sonho (de disputar a Presidência) está adormecido”. Será? Esse sonho não acordará mesmo que ele seja eleito prefeito? A resposta ficará para outro artigo.
JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu
março/abril de 2012

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: