ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

abril 3, 2012

( Voz chorosa ) “E nóó-ós, que confiávamos taaa-a-aanto em você-ê-ê, Demóstene-e-es!!”


Essa daqui eu catei na seção de cartas do jornal paulista DIÁRIO DE SÃO PAULO, publicada em 02/04/2012:

“DEMÓSTENES TORRES DECEPCIONA ELEITORES
As ilegalidades cometidas pelo senador Demóstenes Torres ( DEM ) vieram como um soco na cara da sociedade (sic) que nele confiava ( sic, sic ) como um dos únicos íntegros e éticos no Senado ( sic, sic, sic ). Por essas e outras a população ( sic, sic, sic, sic ) deixa de acreditar na Casa, torcendo para que haja uma urgente renovação em cima da Lei Ficha Limpa, impedindo que parlamentares usufruam de seus cargos para seu bem-estar.
Choramos ( sic 5X ) o acontecimento porque não temos em quem mais (*) acreditar ( sic ao quadrado X 6, multiplicado pelo quadrado da hipotenusa… ).
Que a renúncia se faça presente para o senador, pelo menos que tenha uma atitude de homem.
PEDRO E.F., capital”

(*) Essa perte merece ser destacada. Talvez – eu disse “talvez” – o sujeito seja uma daqueles que se motrou profundamente perturbado por causa do suposto escândalo do mensalão. Ou, por outro lado, seja um daqueles que não se decepcionou nada, que “sabia” que o governo do Lula ia ser aquilo mesmo – leia-se: “enlameado até o osso pela corrupção” – e que adorou o suposto mensalão; e aí gastou noites, dias e pontas dos dedos escrevendo cartas para jornais, revistas, sites e conhecidos, participando de correntes e frequentando espaços de “denúncias” contra os corruptos mensaleiros. “Mensaleiros” indignos de crédito ( “não precisamos acreditar neles” ) , correto? Passou-se então a relacionar a “corrupção” no país com o “mensalão”.
E, de repente, talvez o sujeito, apanhado de calça curta com as notícias recentes, terá que rever seus pontos de vista, já que o mensalão, mais do que nunca, se mostra uma armação. Só que, pelo que pode-se depreender disso, o sujeito NÃO DEIXA DE CRER no mensalão e, com isso, em vez de rever tudo e substituir os “mensaleiros” pelo Demóstenes na agenda, não: ele prefere ACRESCENTAR o Demóstenes ao grupo, sem excluí-los ( “Agora, sim, não temos mais ninguém em quem acreditar…” ). Entenderam? Agora, se o Demóstenes – e vários outros tucanodemos – vendia demagogia oportunista claramente, que comprou foi porque quis comprar o produto estragado.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: