ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

março 2, 2012

NYT: nem CIA crê que Irã esteja fazendo ou tenha decidido fazer a bomba


Segundo matéria do The New York Times, no dia 25, “as principais agências de espionagem norte-americanas incluindo a CIA estão convencidas de que o programa nuclear iraniano está relativamente longe da possibilidade de fabricar a bomba atômica” e que “não é seguro que o regime islâmico tenha já tomado a decisão de dar esse passo”.
Para a espionagem dos EUA, ‘bomba nuclear’ do Irã é lenda
ROSANITA CAMPOS
“Luz verde a Obama para usar a força contra o Irã em qualquer caso que considere necessário” é o teor principal de uma resolução apresentada na quarta-feira (29) por 32 senadores tanto do Partido Republicano quanto do Partido Democrata em Washington ao presidente dos EUA Barak Obama.
O senadores assim empurram Obama a intensificar a cruzada contra o Irã, às véspera de receber na segunda-feira (5)o Primeiro-Ministro de Israel, Benjamim Netanyahu, e pressionam Obama para que “deixe claro o que considera inaceitável da parte do Irã”, em sintonia com o AIPAC – Comitê de Assuntos Políticos Israel-EUA, considerado o lobby pró Israel mais importante dos EUA que receberá a visita no próximo domingo de Barak Obama e que também será visitado por Netanyahu durante sua estadia nos EUA.
O governo Obama tem pressionado o Irã a abrir mão de seu Programa Nuclear e acusa o governo do país de querer fabricar a bomba. Mas tal questão é negada pelo Irã. O Irã está determinado em manter seu programa nuclear para geração de energia e fins medicinais.
A resolução dos senadores diz “ser vital para os EUA impedir que o Irã dê prosseguimento ao seu Programa Nuclear – “acabou o tempo para impedir que o país avance em suas capacidades nucleares” – e exige que os EUA aumentem as pressões econômicas e diplomáticas contra o governo do Irã “até obter garantias de que o Irã tenha suspendido completamente o processo de enriquecimento de urânio”.
Ora, para se ter um programa nuclear é preciso enriquecer urânio. Qualquer país soberano tem o direito legítimo de manter um programa nuclear para fins pacíficos. Que direito tem os EUA de exigir que o Irã ponha fim ao seu? Para os EUA se o Irã está enriquecendo urânio, está fazendo a bomba, e esse não é o caso. Mas os EUA precisam de um pretexto para agredir o Irã e se impor como força hegemônica, e estão fabricando um.
Lembremo-nos das mentiras sobre as armas de destruição em massa no Iraque. Não há provas nem nenhuma evidência de que o Irã esteja fabricando a bomba assim como não havia provas de existência de armas de destruição em massa no Iraque. Nem mesmo a CIA acredita nisso.
No sábado (25), o The New York Times publicou um artigo que diz que “as principais agências de espionagem norte-americanas incluindo a CIA estão convencidas de que o programa nuclear iraniano está relativamente longe da possibilidade de fabricar a bomba atômica” e que “não é seguro que o regime islâmico tenha já tomado a decisão de dar esse passo”.
Mas os senadores Lindsey Graham (republicano) e Joe Lieberman (sem partido) membros do Comitê de Segurança Nacional do Senado não querem saber disso e não param aí. Querem também que o Irã “paralise todos os programas de mísseis balísticos do país e que o Irã seja um colaborador mais atento do Tratado de Não-Proliferação de armas nucleares.” Mas podemos considerar que os EUA, entupidos de bombas atômicas, são colaboradores atentos desse tratado? Israel, que nunca assinou o TNP e mantém bombas atômicas escondidas sob a proteção americana, é um colaborador atento da não-proliferação? Por que os senadores americanos em lugar de empurrar os EUA, cheios de bombas nucleares, a fazer provocações contra o Irã – que não tem a bomba atômica – não propõem ao governo americano que os EUA sejam de fato colaboradores atentos do Tratado de Não-Proliferação de armas nucleares?
Como se não bastasse, quer dizer agora que o Irã não pode também ter um programa de desenvolvimento de tecnologia aeroespacial? Não pode fabricar mísseis autodefensivos? Não pode defender seu petróleo, suas riquezas? Não pode se defender?
Em Teerã o governo iraniano através do seu Secretário de Defesa, Ahmad Vahid, assegurou que o “Irã responderá às ameaças de Israel e do Ocidente”, disse em declaração à agência notícias FARS. “A República Islâmica do Irã responderá apropriadamente e no momento adequado a qualquer ameaça e fará com que o inimigo se arrependa de suas ações”.
( HORA DO POVO )

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: