ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

novembro 11, 2011

Preposto dos EUA na Aiea faz relatório mentiroso contra Irã

Filed under: WordPress — Tags:, , , — Humberto @ 6:43 pm

Ministério do Exterior da Rússia denuncia que o “informe foi distorcido com finalidades políticas”
As declarações de Geoffrey Pyatt, membro do Departamento de Estado responsável pela Ásia Central, logo da indicação do atual chefe da Agencia Internacional de Energia Atômica (Aiea), Yukiya Amano, em telegrama publicado pelo Wikileaks, são muito claras. Segundo a correspondência, Amano estaria “em acordo conosco [EUA]” e ainda que “o primeiro encontro bilateral desde sua escolha ilustra o alto grau de convergência entre suas prioridades e a nossa agenda na Aiea”.
O governo do Irã está, portanto, perfeitamente correto ao denominar o novo chefe da Aiea como “marionete dos Estados Unidos“.
Logo depois de Israel realizar uma bateria de exercícios militares direcionados a atacar o Irã e “vazar informações” de que seu gabinete ministerial estaria “estudando efetuar um ataque ao Irã“; a agência sai com um “informe” que – sem apresentar nenhuma nova evidência – diz que “a agência está seriamente preocupada com relação às dimensões militares do programa militar do Irã”.
O informe totalmente direcionado a respaldar ameaças e sanções norte-americanas contra o Irã foi condenado imediatamente pela Rússia. Seu Ministério de Exterior denuncia que “o informe da Aiea não contém nenhum dado novo mas é uma compilação de fatos conhecidos propositalmente distorcidos com objetivos políticos”.
Para a Rússia, o informe não pode ser considerado “profissional” pois “faz malabarismos com os fatos para criar a impressão de que o programa nuclear do Irã tem um componente militar”.
Nem mesmo o New York Times quis comprometer-se com o informe. O jornal declarou que este apenas “corrobora” informações do “serviço de inteligência dos EUA de 2007” pois “o novo informe descreve trabalho recente conduzido de forma menos coordenada”.
Exemplo da “informação” divulgada é a construção de “um grande recipiente na base militar de Parchin” onde seriam realizados experimentos que seriam “fortes indicadores de um possível desenvolvimento de arma”. Detalhe: o informe diz que tal “recipiente” teria tido sua construção iniciada no ano 2000. De fato, um possível desenvolvimento! Que grande descoberta! Outro detalhe: o tal recipiente em construção foi mostrado pelos próprios técnicos do Irã a inspetores da Aiea em 2005!
Outra “evidência” são os “projetos computadorizados desenvolvidos por cientistas iranianos”. Como se um país pudesse ser impedido de adquirir conhecimento científico na área de Tecnologia da Informação sem que isso signifique uma interferência em sua soberania numa área sensível: o direito de desenvolver ciência.
É o próprio NYT que – talvez escaldado com o preço que teve que pagar com as reportagens de Judith Miller sobre as inexistentes “armas de destruição em massa no Iraque” – prefere concluir que “os inspetores não apontam nenhum laboratório para construção de armamentos” e que “o informe não declara que o Irã domina as necessárias tecnologias ou prevê quanto tempo levará para que o Irã esteja apto a produzir uma arma nuclear“.
( HORA DO POVO )

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: