ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

setembro 14, 2011

Hora do Povo: “Lafer II” ( vulgo “Antonio Patriota” ) quer o fim de todo terror não comandado pelo Estado americano


O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, em carta a Hillary Clinton, se solidarizou com os promotores do atual genocídio contra as populações da Líbia, do Iraque e do Afeganistão, por conta do atentado de 11 de setembro, ocorrido há 10 anos. Segundo ele, “o flagelo do terrorismo exige formas inovadoras de coordenação entre as nações”, como o que ocorre na Líbia, onde EUA e a OTAN despejam toneladas de bombas sobre a população para roubar o seu petróleo.
Patriota exalta “forma inovadora” dos Estados Unidos usurparem países e desrespeitarem direitos humanos
O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota – a exemplo de seu colega Celso Lafer que se agachou diantes dos EUA para tirar os sapatos – achou importante se solidarizar com os promotores do atual genocídio contra as populações da Líbia, do Iraque e do Afeganistão, por conta do atentado de 11 de setembro, ocorrido há 10 anos nos EUA. Afirmou que essa ação representou “a verdadeira ameaça à paz e à segurança internacionais” e exaltou as “estratégias globais para combater e prevenir o problema do terrorismo, que incluem, entre outros, o combate a suas causas, o fortalecimento das capacidades nacionais de prevenção e o respeito aos direitos humanos”. Disse isso praticamente no mesmo instante em que os EUA e a OTAN despejam toneladas de bombas sobre a população civil da Líbia, para roubar o seu petróleo.
Em carta a Hillary Clinton, Patriota acrescentou que “o flagelo do terrorismo exige formas inovadoras de coordenação entre as nações”. E os EUA realmente vêm demonstrando inovações fantásticas na sua “coordenação” internacional. A começar pelos “bombardeios humanitários”, as contratações de mercenários e outras excrescências imperiais.
Depois dessa manifestação intrépida do Itamaraty, a presidenta Dilma acabou tendo que mandar também a sua carta a Obama. Exageradamente otimista, ela saudou o que seria uma esquecida promessa do presidente americano, feita no Cairo, ainda em clima de campanha, de “promoção do desenvolvimento econômico e a criação de oportunidades para todos em um mundo de paz e cooperação”. Sem o seu tradicional senso crítico, a presidenta arrematou: “Conte com o Brasil na construção dessa ordem internacional mais pacífica e mais justa”.
( HORA DO POVO, 14/09/2011 )

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: