ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

abril 26, 2011

Kassab provoca revoada tucana, Por Jasson de Oliveira Andrade

Filed under: WordPress — Tags:, , — Humberto @ 5:14 pm

Comentei, no início de março, que o prefeito Gilberto Kassab havia criado um novo partido: o PDB, Partido da Democracia Brasileira, que posteriormente pretendia fundir com o PSB (Partido Socialista Brasileiro). Um deputado do DEM apelidou a nova agremiação de Partido Da Boquinha. Em vista dessa insinuação, o prefeito da Capital desistiu do nome. A impressão dos demistas era de que Kassab não iria mais criar um novo partido, que ele havia fracassado. Eles estavam enganados.
Um mês depois, Kassab criou o seu partido, agora com outro nome: PSD (Partido Social Democrático), com enorme sucesso. Em 14 de abril, o Estadão anunciou: “PSD NASCE MAIOR QUE ALIADOS DE DILMA – Partido de Kassab já conta com adesão de 32 deputados federais; futura bancada será maior que PSB e PDT e terá 2 cadeiras a menos que o DEM”. Dora Kramer, em artigo no Estadão, constata: “A idéia lançada pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, na forma de bote salva-vidas aos interessados em escapar do naufrágio do DEM, tem causado agitação incomum em face da fragilidade dos partidos no Brasil”. O PSD nasceu grande e o DEM poderá, caso continue perdendo deputados federais, se transformar em pequeno. Uma situação até pouco tempo impensável
O pior foi o que ocorreu com o PSDB. Alckmin impôs ao Diretório paulistano do PSDB o seu secretário Julio Semeguini (Gestão Pública), marginalizando os vereadores tucanos que apoiaram Kassab em 2008, derrotando-o para prefeito. Resultado: seis vereadores tucanos se desligaram do partido. No artigo “Tucanos fritos”, publicado na Folha em 20/4, Fernando de Barros e Silva analisa essa “vingança” do governador: “O PSDB se fragilizou em São Paulo, isso está claro. Mas esse é um preço que Alckmin parece disposto a pagar para eliminar a influência de Serra sobre o partido. No que depender do governador, o kassabo-serrismo deve morrer por asfixia.
A debandada dos tucanos é, em parte, um expurgo patrocinado por Alckmin. Ele segue a divisa de Bento 16: menos e melhores fiéis. Estratégia arriscada, sem dúvida”. Já o Estadão noticiou em manchete: “Debandada de vereadores do PSDB fragiliza Alckmin e dá força a Kassab”. Será? Como sempre digo: a conferir.
JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: