ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

junho 29, 2008

Mas o quê um COCAR de índio apache fazia na cabeça de uma criança numa festa junina?!?


HÁU!! Um índio de madeira!!
Mas é o fim do mundo mesmo!! Sem querer ser purista ou coisa assim, mas já não bastava ver chapéus de “cowboys” na cabeça da molecadinha, tipo comercial de Bavária, Amigos, ou esta porcaria de “country-sertanejo” com dancinhas ridículas e chapeludos mais ridículos ainda? Uma indigesta mistura de Chitãozinho e Chororó com Alan Jackson. Quem pensou em Gene Autrey ou Frankie Laine errou redondamente. Nem americano cultiva mais este gosto musical.
P**uta que P***ariu!!!
Eu até acho bacana o Haloween, o princípio da coisa. Até onde sei, esta festa tem sua origem num paganismo celta ou sei-lá-o-quê, só que já se trata de algo diluído até mesmo para os americanos que o comemoram, e que devem ignorar completamente sua origem. Mas eu não ignoro que o Dia das Bruxas foi instituído no Brasil a partir dos cursos de línguas ( na verdade, cursos de inglês ), onde nossas ( “suas”, quero dizer) crianças e adolescentes foram alfabetizados na língua imperial, já treinados para serem os perfeitos colonizados latino-americanos, de acordo com o manual. The book.
Bom, hoje eu vi uma menininha, toda bonitinha, vestida de Rosinha, no colo da mãe. Não sei se estava indo a ou voltando de uma festinha junina. Apesar do vestidinho de “jeca”, não se tratava de uma caipirinha. Estava mais para uma “white-trash child”. Bom, nem tanto, pois lhe adornava a cabeça um cocar de índio americano. Uma bagunça só. Deve ser a globalização, e seus efeitos sobre as culturas locais.
Aí eu me lembrei daquela história da, sei lá, revolta do Chá, ocorrida em Boston ( Chá de Boston? ) que foi uma forma de sabotagem e protesto que os americanos usaram contra a “alta carga de impostos” ou a “fúria arrecadatória” que a Rainha da Inglaterra lhes impunha.
Uma noite, alguns colonos disfarçados de índios invadiram um navio inglês e jogaram no mar toda a carga de chá que ali se encontrava.
Alguém pode pensar: “Orra, que sorte que os inglêses não perceberam; vai ver, acharam que eram índios mesmo e relaxaram a sentinela!!”. Tss, tss. Nada mais errado.
A sorte dos invasores é que, quem não os viu, foram justamente os AMERICANOS, pois se estes vissem aqueles índios dando sopa, ia chover bala. Pois índio bom…
Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: