ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

abril 21, 2012

Delegações da UE condenam construção sem precedentes de colonatos judeus em bairro árabe de Jerusalém

Filed under: WordPress — Tags:, , , — Humberto @ 5:23 pm

As delegações da União Europeia em Jerusalém e Ramallah, em Israel, condenaram hoje a construção sem precedentes de colonatos judeus no bairro árabe de Beit Hanina, na parte Este de Jerusalém, conquistada e anexada em Israel em 1967.
Em comunicado, as delegações da União Europeia “condenam o despejo a 18 de abril de membros da famílias Natsché das suas casas no bairro de Beit Hanina”, estando as delegações “profundamente preocupadas com os projetos que visam a construção de um novo colonato [israelita] no centro do bairro tradicionalmente palestiniano”.
As delegações escrevem ainda que a colonização de territórios ocupados é ilegal à luz do direito internacional. ( Destak )

julho 15, 2011

Israelitas e árabes em marcha pela Palestina

Filed under: WordPress — Tags:, , , , , , — Humberto @ 6:59 pm

Cerca de duas mil pessoas participaram na marcha realizada em Jerusalém
Cerca de dois mil palestinianos e israelitas participaram na «Marcha pela Independência», que decorreu esta sexta-feira, em Jerusalém, e em que os participantes se manifestaram a favor do reconhecimento do Estado da Palestina.
Segundo o jornal israelita «Haaretz», apesar do carácter pacífico da iniciativa, a polícia teve de intervir para separar indivíduos de extrema-direita e de extrema-esquerda.
Na manifestação participaram várias figuras públicas, entre elas o antigo presidente do parlamento de Israel, Avraham Burg, e o antigo procurador geral do país, Michael Ben Yair.
O carácter simbólico da marcha foi reforçado pelo seu percurso, que passou pela chamada linha verde que servia de divisão entre Jerusalém Ocidental e Jerusalém Oriental, antes da Guerra dos Seis Dias, em 1967.
«A independência palestiniana não é apenas o direito natural do povo palestiniano, é a única solução que pode prevenir outra onda de violência entre israelitas e palestinianos», disse o porta-voz do movimento Solidariedade, Avner Inbar, salientando que a marcha é a prova de que a união entre judeus e árabes é o «caminho para terminar com a ocupação».
( TVi24 )

Theme: Silver is the New Black. Get a free blog at WordPress.com

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.505 outros seguidores