ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

agosto 17, 2012

Julgamento no STF: Para advogado, “grande imprensa fez conluios”


O advogado Sebastião Tadeu Ferreira Reis, que defende o ex-deputado federal João Magno (PT/MG), afirmou que a “grande imprensa” fez “conluios” com pessoas que respondem a crimes para, com acusações falsas, “achincalhar a ética e a moral” dos acusados do suposto “mensalão” e, assim, “vender matérias”.
Ele criticou a cobertura da mídia golpista e defendeu o ex-ministro José Dirceu, durante sustentação oral no Supremo Tribunal Federal (STF), na última terça-feira (14). Reis citou uma revista semanária, que “só faltou acusar José Dirceu de matar a Odete Roitman e o Bin Laden”.
O advogado também citou o conto “Ali Babá e os 40 Ladrões”, ao criticar o número de acusados pela Procuradoria Geral da República, lembrando que antes, na denúncia feita pelo ex-procurador Antonio Fernando de Souza, havia 40 denunciados – mas o número caiu para 38. “O simbólico número de 40 acusados parece escolhido de encomenda”.
Sebastião Reis disse que, na denúncia apresentada agora pelo Ministério Público, existem “agudas falhas e contradições que a comprometem de forma letal”, ressaltando não haver provas que autorizem a condenação de João Magno. A defesa sustentou que seu cliente apenas recebeu dinheiro de caixa dois de seu partido.
“O mínimo que se esperava é que esse instrumento (a denúncia), que pode marcar de forma indelével o destino de um grupo de pessoas em cuja biografia não pesa nenhuma mácula, é que fosse elaborado com aguçado rigor técnico, amparado em provas e elementos fáticos capazes de emprestar-lhe um razoável grau de credibilidade e que dispensasse a todos os envolvidos, nesse imbróglio, um tratamento isonômico”, disse.
Além de Sebastião Reis, o defensor do ex-deputado Paulo Rocha (PT/PA), João dos Santos Gomes Filho, destacou ser “evidente” que os recursos repassados pelo partido, oriundos de empréstimos intermediados por Marcos Valério, eram para caixa dois de campanha. Essa prática, que consiste na arrecadação de dinheiro não declarado para gastos com campanha, é considerada crime eleitoral e não está prevista no código penal.
Na terça (14), foram apresentadas as defesas dos ex-deputados João Magno, Paulo Rocha, Professor Luizinho (PT/SP), Anita Leocádia – que era secretária de Paulo Rocha, além do ex-ministro dos Transportes, Anderson Adauto. Na quarta, falaram os advogados de José Luiz Alves – assessor de Adauto e dos publicitários Duda Mendonça e Zilmar Fernandes, encerrando a fase de defesas.
O advogado Antonio de Almeida, o Kakay, defensor dos publicitários Duda Mendonça e Zilmar Fernandes afirmou que “não existiu mensalão” e que o escândalo foi criado por Roberto Jefferson (PTB) em resposta à tentativa do ex-ministro José Dirceu de acabar com uma rede de corrupção criada pelo PTB. Na mesma sessão, teve início a leitura do voto do relator, ministro Joaquim Barbosa. ( HORA DO POVO )

Joaquim Barbosa tenta impor sua vontade, é derrotado por seus colegas e os hostiliza

E MAIS >> CACHOEIRODUTO: Miro defende que a CPMI feche os olhos para a relação de Policarpo com o crime organizado

 

About these ads

1 comentário »

  1. [...] the rest here: Julgamento no STF: Para advogado, “grande imprensa fez conluios … Tweet This Post Plurk This Post Buzz This Post Delicious Digg This Post Facebook MySpace [...]

    Pingback por Julgamento no STF: Para advogado, “grande imprensa fez conluios … | Via Media — agosto 17, 2012 @ 10:05 pm


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Silver is the New Black. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.503 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: