ENCALHE ( Descontinuado em 05.10.2013 )

junho 9, 2012

Versão de Perillo é desmentida por empresário: “Foi em dinheiro vivo”


O depoimento de Walter Paulo Santiago na CPMI do Cachoeira, na terça-feira, deixou em maus lençóis o tucano Marconi Perillo ao dizer que o pagamento pela casa que pertencia ao governador foi feito em dinheiro e não em cheque como havia dito o tucano. O depoimento desmentiu também a versão do ex-vereador do PSDB, Wladimir Garcez, que havia dito que comprou a casa do governador e a revendeu a Walter. Diante das incongruências, o relator, deputado Odair Cunha (PT-MG), quer a quebra dos sigilos de Perillo: “Alguém mente”.
( HORA DO POVO )
Versão de Perillo sobre casa desaba na CPI
O empresário Walter Paulo Santiago deixou em maus lençóis o governador tucano Marconi Perillo ao dizer, na terça-feira (5) à CPMI do Cachoeira, que o pagamento pela casa que pertencia ao governador, foi feito em dinheiro e não em cheque como havia dito o tucano. O depoimento desmentiu também a versão do ex-vereador do PSDB, Wladimir Garcez, que, em seu depoimento dias atrás, afirmou que ele próprio tinha comprado a casa do governador e revendido a Walter. Cachoeira foi preso dentro da mansão.
Segundo Santiago, o dinheiro para pagar a casa de Perillo foi entregue a Lúcio Gouthier Fiúza, assessor do governador Perillo e ao ex-vereador Wladimir Garcez, tido como um dos principais auxiliares de Cachoeira. A casa, segundo o empresário, custou R$ 1,4 milhão. “Não paguei com cheque. Paguei com pacotinhos de notas de R$ 50 e R$ 100. Entreguei o dinheiro ao senhor Wladimir Garcez e ao senhor Fiúza. Às duas pessoas”, disse Santiago, que é dono da faculdade Padrão. Ele foi indagado onde arranjou o dinheiro para comprar a casa. “Eu deixo de responder, porque não tenho lembrança exata”, respondeu. O senador José Pimentel (PT-CE) questionou o “esquecimento” do depoente. “O senhor não se lembra onde pegou um milhão e meio de reais?”, rebateu, provocando risos na platéia.
Perguntado por outro parlamentar onde teria sido colocado o dinheiro para o pagamento da casa, o empresário rindo respondeu: “Coisinha à toa. Uma caixinha carrega um milhão”. Segundo Walter, Fiúza e Garcez chegaram a sua casa de carro para buscar o dinheiro, mas ele não lembrava onde Fiúza teria guardado o dinheiro. “Não sei se ele colocou na capanga, num saquinho”. Depois, perguntado por parlamentares, confirmou que Andressa Mendonça, mulher de Cachoeira, passou a residir na mansão. Perillo, que irá depor na CPMI na próxima terça-feira (12), exonerou Lúcio Fiúza nesta quarta-feira (6).
A assessoria do governador complicou ainda mais o imbróglio ao afirmar que o pagamento em dinheiro feito por Walter Paulo não chegou a Perillo. O governador, segundo a nota, recebeu os cheques, que foram repassados por Wladimir Garcez. Ainda, segundo a assessoria, os cheques eram do ex-diretor da Delta, Cláudio Abreu, que foi preso junto Cachoeira. Apesar de destacar que não tinha contato pessoal com Perillo, Santiago afirmou que o governador compareceu a algumas formaturas e em casamentos de dois de seus filhos.
O deputado Silvio Costa (PTB-PE) perguntou a Santiago quem estava mentindo: o empresário ou o governador de Goiás. “Eu não diria isso nunca de uma autoridade. Porém eu paguei em dinheiro. Não sei nada de cheque”, afirmou o depoente. “Essa foi a melhor forma que o senhor encontrou de dizer, de forma didática, que o mentiroso é o governador”, afirmou Silvio Costa.
Diante das incongruências, o relator da CPMI, deputado Odair Cunha (PT-MG), avaliou que “isso reforça a tese de que os sigilos do governador goiano têm que ser quebrados”. “Alguém está mentindo”.
Ao comparecer à CPI, Perillo será cobrado ainda sobre as gravações da Polícia Federal, feitas em 6 de julho do ano passado, onde aparece Cachoeira negociando com Wladimir a compra de sua casa. Na gravação, o preço mencionado é de R$ 2,2 milhões. Vejam:
Cachoeira: “Fechou por dois e duzentos?”
Wladimir: “Não, mas acho que vai morrer em dois e duzentos, viu?”
Cachoeira: “Cê vai lá, chama o Lúcio (Lúcio Fiúza Gouthier). O Lúcio você conversa com ele”. ‘Ó, Lúcio, é que eu vendi lá, então to vendendo mobiliada já, por dois e tanto’.

About these ads

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Silver is the New Black. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.503 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: